Paisagem

Conessione Reggio Emilia – Torino 1-35

2014 Impressão sobre vinil adesivo em acrílico; alumínio 32,9 x 137,13 cm cada

conexao 1_Italia

Conexão Rua Maria Borba – Rua Dr. Cesário Mota Júnior 1-3

2011-14 Impressão sobre vinil adesivo em acrílico; alumínio 32,9 x 137,13 cm cada

conexao 1_SP cópia

Paisajes Bajo Vidrios

2012-14 Ampliación fotográfica sobre papel metálico y sobre papel brillante Ampliação fotográfica s/ papel metálico e s/ papel brilhante 25,4 x 33,87 cm cada

Proyección Constructiva 1-5

2012-14 Ampliación fotográfica sobre papel 33,87 x 25,4 cm cada una

Proyección Constructivista 1

2013 Observación sobre la asepsia en la presentación artística

Según la idea de Michelangelo, donde la obra está en el bloque de mármol y debe ser liberada por el artista, desarrollo mi trayectoria por consecutivos desvelamientos, que articulan argumentos de poco a poco. Más que la atención en un conjunto momentáneo de obras, el objetivo está en un inalcanzable después, el cuál será siempre resultado de la interacción entre substratos conocidos, y extranjeros. Con esa mirada, cualquier sugerencia debe ser incluida, pues la visión del momento no permite juzgar con claridad, en que se convertirán las diferentes informaciones latentes. Esa dinámica de inclusión, y también, de inconclusión, produce efectos que golpean perspectivas del contexto artístico actual que desprecian los conjuntos que asumen sus incapacidades de error, y al en vez de ofrecer verdades, trafagan entre proposiciones.  Así, la plataforma que predomina en al ámbito artístico del momento, presenta construcciones artificiales de indudable consistencia conceptual. No me oponiendo a la construcción discursiva, más verbalizando la incapacidad de lograr plenitudes y certezas, presento artificios que exponen su carácter de proceso, al en vez del de obras acabadas. Esos argumentos, presentados en compañía de sus crudezas, son complejos, y tienen, debido a la materia en devenir que se adapta al perpetuar del tiempo, la Pietà Rondanini como un inigualable ejemplo.

Observação sobre a assepsia na apresentação artística

Segundo a noção de Michelangelo, onde a obra se encontra no bloco de mármore, e ao artista cabe torná-la aparente, desenvolvo minha trajetória a través de consecutivos desvelamentos, que vão articulando argumentos com o decorrer do tempo. Mais do que a atenção sobre um conjunto presente de obras, o objetivo está em um inalcançável depois, o qual será, invariavelmente, resultante da interação entre substratos conhecidos e estrangeiros. Com esse enfoque, é necessário incluir ideias de quaisquer tipos, já que a presente perspectiva não permite julgar com certeza o teor que adquirirá cada informação latente. Essa dinâmica inclusiva, e até por isso, inconclusiva, produz efeitos que agridem olhares do contexto artístico atual que desprezam os conjuntos que assumem suas capacidades de erro e transitam em propostas, ao invés de oferecer verdades. Assim, a plataforma artística reagente no momento, é a povoada por construções artificiais de indubitável consistência conceitual. Não me opondo à construção discursiva, mas mantendo a postura de reiterar a incapacidade de se atingir plenitudes e certezas vindouras, apresento artifícios que expõem seu caráter processual em vez de assumirem-se como inquestionáveis obras acabadas. Argumentos apresentados em companhia de suas cruezas são complexos, sendo a Pietà Rondanini um inigualável exemplo, dessa matéria em devir que se adapta ao perpetuar do tempo.

Anónimo Desagüe

2011-13 Lápices de color, caja de lápices de color, madera, imán, cuerpo de contenedor de desagüe 70 x 18.5 x 52 cm Obra con pieza que flota sutilmente por el medio de imanes, y con encuadre que conecta dos caras opuestas.

Espaço Urbano. Escola São Paulo. São Paulo, SP.

Pintar ou desenhar paisagens foi por muito tempo a maneira que os artistas dispunham para registrar os locais em que moravam e as vivências de suas viagens. O gênero carregava um papel de documentação histórica e científica, além de suas implicações artísticas. Com o advento da fotografia e seu respectivo desenvolvimento, a pintura passou por diversas transformações  e a paisagem perdeu grande parte de sua função documental.

Desta forma, a paisagem ganhou novos significados e dimensões, pois passou a mostrar olhares menos objetivos e naturalistas, apresentando outras possibilidades  do artista lidar com o mundo em que vive. Nesta perspectiva, a paisagem revela não apenas a imagem de uma localidade, mas as reflexões, sentimentos, percepções e ações do artista perante o local onde vive ou viveu por um determinado tempo. Ou seja, o gênero paisagem, atualmente, aponta  muito mais para um registro da relação do artista perante o mundo, do que para um registro imagético do meio em que vive.

Utilizando-se de diversas técnicas, quatro artistas mostram trabalhos que estabelecem, cada um de sua maneira, uma relação com o meio urbano.

Letícia Larin apresenta imagens do centro da cidade de São Paulo, que mostram a confluência, pacífica ou não, dos diversos estilos arquitetônicos que povoam a região, como também revela a paisagem assumidamente irregular e um tanto caótica de grande parte da cidade.

Já Amanda Mei nos mostra uma cidade aparentemente muito menos real do que a apresentada nas demais obras da exposição, porém, ao determos o olhar em seus trabalhos  por um pouco mais de tempo, percebemos que as cenas  oníricas e surreais , inicialmente distantes da realidade, contêm muito mais afinidades do que se podia pensar com o nosso espaço urbano, que também pode se configurar obscuro, mecânico e condensado como o apresentado nas obras.

As imagens exibidas de Adriana Guivo são o produto final de um processo de  trabalho realizado em uma estadia na França, que consiste em escolher árvores de parques e passeios públicos, envolvê-las com fita de cetim e, em seguida, fotografá-las. Tais procedimentos ampliam a dimensão do diálogo entre o artista e a paisagem, pois a obra além de expressar a maneira como o espaço aflige o artista, revela as suas respostas no próprio meio, estabelecendo novas relações com  a paisagem do local e com os indivíduos que ali vivem.

Henrique Cesar nos mostra uma cena interna de um edifício, mais especificamente, de um corredor. Tal ambientação, não pode ser nomeada como um espaço urbano propriamente dito, pois não retrata edifícios, passeios públicos ou mobiliários urbanos. Porém, apresenta um espaço típico do desenvolvimento urbano. Os condomínios de apartamento desenvolveram novas categorias de espaço, pois seus corredores e áreas comuns não fazem parte do espaço público – da cidade em si – mas carregam muitos aspectos do meio público, podendo revelar ameaças e surpresas muito próximas das ocorridas nas ruas.

Tomás Toledo

http://www.escolasaopaulo.org/exposicoes/exposicoes-1/exposicoes-realizadas-1/espaco-urbano-1/

Vista 1-2: Rua Maria Borba, 9ª andar, Centro, São Paulo

2009 Monotype and oil on paper / Monotipia y óleo sobre papel 39 2/5 x 27 3/5 inch; 100 x 70 cm – 27 3/5 x 39 2/5 inch; 70 x 100 cm

Vista do vale do Anhangabaú Centro, São Paulo

2009 Monotype on paper / Monotipia sobre papel 24 2/5 x 18 9/10 inch; 62 x 48 cm

Vista do vale do Anhangabaú Centro, São Paulo

Vista 3-6: Rua Maria Borba, 9ª andar, Centro, São Paulo

2009 Monotype on paper / Monotipia sobre papel 24 2/5 x 18 9/10 inch; 62 x 48 cm – 18 9/10 x 24 2/5 inch; 48 x 62 cm

Découvrez tout Paris avec un seul ticket

2004 Ballpoint pen, charcoal, color pencil, grafite, ink pen, felt tip pen, pastel and permanent marker on paper; chromogenic color prints Bolígrafo, carboncillo, grafito, lápiz de color, marcador permanente, pastel, rotulador y tinta nanquim en lapicero sobre papel; ampliaciones fotograficas Caneta nanquim, caneta esferográfica, caneta hidrográfica, carvão, grafite, lápis de cor, marcador permanente e pastel seco s/ papel; ampliações fotográficas

Serie de dibujos y fotografías realizada en cinco líneas del metro parisino. El inicio de cada ruta fue en una de las estaciones de las extremidades de la línea, y a cada parada del tren, se bajó en la estación y se produjeron un dibujo y una fotografía. El trayecto de retorno se pasó dentro de solamente un tren, y tuve su tiempo cronometrado por la realización de un dibujo.

Série de desenhos e fotografias realizada em cinco linhas do metro parisiense, sendo reservado um dia para cada linha. O início de cada percurso deu-se em uma das estações das extremidades da linha, e a cada parada do trem, desceu-se à estação e produziu-se um desenho e uma foto. O trajeto de volta foi feito dentro de apenas um trem, e teve seu tempo total cronometrado pela realização de um desenho.

Découvrez tout Paris avec um seul ticket https://leticialarin.wordpress.com/contemporary-art/categories/drawingphotography/Ligne 12 Le 9 janvrier 2005 Dimanche

Ligne 3 Le 28 decembre 2004 Mardi

Ligne 5 Le 12 decembre 2004 Dimanche

Ligne 11 Le 27 novembre 2004 Samedi

Ligne 14 Le 20 novembre 2004 Samedi

Deux paysages

2004 Oil on appropriate paint / Óleo sobre pintura apropiada / Óleo s/ pintura apropriada 60 x 45 cm – 50 x 50 cm

Entardecer

2004 Oil and sticker on wood; iron and perfume glass Óleo y pegatina sobre madera; hierro y vidrio de perfume Adesivo e óleo s/ madeira; ferro e vidro de perfume 76 4/5 x 44 3/10 x 2 inch; 195 x 112,5 x 5 cm

EntardecerFrio (vista dos Campos Elíseos, São Paulo)

2004 Acrylic and chromogenic color print on canvas Acrílica y ampliación fotográfica sobre lienzo Acrílica e ampliação fotográfica s/ tela 11 4/5 x 13 4/5 inch; 30 x 35 cm

Frio (vista dos Campos Elíseos, São Paulo)Noite fria (calçada de São Paulo)

2004 Etching on paper Aguafuerte sobre papel Água-forte s/ papel 7 7/10 x 4/5 inch; 19,5 x 20 cm

Noite fria (calçada de São Paulo)Due Paesaggi

2003 Ampliación fotográfica sobre papel brillante y sobre papel metálico Ampliação fotográfica s/ papel brilhante e s/ papel metálico 30 x 20 cm cada

Litosfera

2003 Mixed media Técnica mixta 100 x 150 cm

LitosferaEncosta

2003 Mixed media Técnica mixta Técnica mista 150 x 200 x 25 cm

Encosta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s